Controle de estoque: o que é e como fazer em comércios?

Fale com um especialista agora gratuitamente!

Não te mandaremos spam!

Nesse artigo você vai ver:
Controle De Estoque O Que é E Como Fazer Em Comércios - Contabilidade em Pinheiros - SP | Allume Contabilidade

Controle de estoque: o que é e como fazer em comércios?

Tudo que você precisa para fazer um controle de estoque efetivo e lucrativo para o seu comércio

O controle de estoque é uma ferramenta fundamental para o sucesso do seu comércio. 

Afinal, ele impacta diretamente na sua rentabilidade, na sua competitividade e na sua gestão. 

Por isso, é crucial realizar essa atividade com regularidade, precisão e eficiência.

Mas como fazer esse controle corretamente? O que, de fato, é o controle de estoque?

No artigo de hoje, você vai encontrar as respostas para essas e outras perguntas. Então, continue a leitura e domine tudo sobre o controle de estoque para comércio.

Leia também:

O que é o controle de estoque?

O controle de estoque é uma atividade essencial para qualquer negócio, que trabalha com a compra e venda de produtos. 

Afinal, ele consiste em registrar, organizar e monitorar a entrada e saída de mercadorias, bem como o seu armazenamento e distribuição. 

Isso porque ele visa garantir que o negócio tenha a quantidade adequada de produtos disponíveis para atender à demanda dos clientes, sem gerar excessos ou faltas que possam comprometer o fluxo de caixa, a lucratividade e a satisfação dos consumidores.

Por que você precisa de um controle efetivo do estoque no seu comércio?

O controle de estoque é fundamental para qualquer comércio, pois envolve o gerenciamento dos produtos disponíveis para venda. 

Assim, ele permite identificar quais são os itens mais vendidos, quais estão em falta, quais estão parados e quais precisam ser repostos. 

Além disso, ele ajuda a evitar perdas por vencimento, deterioração, roubo ou extravio dos produtos.

Em resumo, os principais benefícios do controle de estoque para os comércios são:

  • Otimizar o espaço físico;
  • Reduzir os impostos sobre o estoque;
  • Reduzir os custos operacionais, evitando comprar produtos em excesso ou desnecessários;
  • Melhorar a gestão financeira, pois você terá um controle mais preciso do seu fluxo de caixa, do seu capital de giro e do seu lucro;
  • Aumentar a satisfação dos clientes, pois terá os produtos que eles procuram e poderá atendê-los com rapidez e qualidade.

Como fazer o controle de estoque?

Para fazer o controle de estoque no seu comércio, é necessário seguir uma série de etapas, como:

1. Definir os critérios de classificação dos produtos

Você pode utilizar critérios, como tipo, categoria, marca, tamanho, cor, validade, etc.

Além disso, existem dois métodos importantes, sendo eles:

  • ABC: divide os produtos em três categorias (A, B e C), de acordo com a sua importância e representatividade no estoque.
  • PEPS: significa primeiro a entrar, primeiro a sair, e determina que os produtos mais antigos devem ser vendidos antes dos mais novos.

2. Registrar todas as entradas e saídas dos produtos

Em seguida, é essencial registrar todas as movimentações dos produtos no seu estoque, seja por compra, venda, devolução, troca, doação, etc. 

Além disso, deve anotar a data, a origem, o destino, a quantidade e o valor de cada operação, bem como emitir notas fiscais e recibos quando necessário.

3. Fazer o inventário periódico dos produtos

Você deve contar e registrar todos os produtos que estão no seu estoque, identificando-os por código, descrição, quantidade, valor, data de validade, etc. 

Ou seja, deve contar e conferir a quantidade e o estado de cada item no estoque.

É possível fazer isso manualmente, usando planilhas ou fichas, ou de forma automatizada, usando sistemas informatizados ou leitores de código de barras.

4. Analisar os indicadores de desempenho do estoque

Você deve acompanhar e avaliar, periodicamente, os resultados do seu controle de estoque, usando indicadores como:

  • Giro de estoque: mede a frequência com que os produtos são vendidos e repostos;
  • Estoque mínimo: indica a quantidade mínima de produtos que devem ser mantidos no estoque para evitar rupturas;
  • Estoque máximo: indica a quantidade máxima de produtos que podem ser armazenados no estoque sem gerar excessos.

5. Planejar as compras e as reposições dos produtos

Por fim, é crucial planejar suas compras e as reposições dos produtos. Assim, você evita erros, faltas e excessos.

Para isso, é necessário considerar alguns fatores importantes, como: demanda, sazonalidade, fornecedores, prazos, preços, entre outros.

Conte com a Allume Contabilidade como parceira do seu Comércio!

Chega de perder dinheiro com estoque parado ou excesso de produtos, estamos aqui para ajudar você a fazer um controle de estoque efetivo e lucrativo.

Afinal, somos uma contabilidade especializada para comércios. Sendo assim, podemos ajudá-lo nesse processo fornecendo informações gerenciais sobre o desempenho do seu estoque e de suas finanças.

Além disso, ajudamos com o controle de custos e impostos, tudo para manter seu negócio seguro, saudável e lucrativo.

Portanto, entre em contato conosco!

QUERO FALAR COM UM ESPECIALISTA!

5/5 - (1 vote)

Categorias

Categorias
Recomendado só para você
Planejamento financeiro em comércios: passos simples e eficazes Conheça as…
Cresta Posts Box by CP
Modelo 7 Irpf 2024 - Contabilidade em Pinheiros - SP | Allume Contabilidade
Allumecontabilidade.com.br - Contabilidade em Pinheiros - SP | Allume Contabilidade
Open chat
💬 Preciso de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?